Sensibilidade nos dentes

Não é difícil, atualmente, encontrarmos pessoas com sensibilidade nos dentes. Dor ao ingerir alimentos frios, doces e ao escovarem seus dentes. E vemos inúmeros comerciais na televisão sobre cremes dentais que diminuem essa sensibilidade. Mas qual a causa dessa dor? Apenas o creme dental é suficiente?

Causas da sensibilidade

“Gosto de chamar a atenção para o fato de que esta é uma doença contemporânea, com relação direta com nosso estilo de vida. A lesão cariosa, ou seja, a cárie, depende de bactéria e é combatida com escova, creme dental e uma dieta com menos açúcar. As pessoas aprenderam isso. Já a doença não cariosa, que no passado parecia uma exclusividade da faixa etária acima dos 70 anos, hoje é encontrada em 30% de jovens entre 25 e 30 anos. Seu primeiro sintoma é a hipersensibilidade. Uma vez que o esmalte do dente é perdido, a dentina é exposta e com isso vem a dor. A gengiva se retrai precocemente, e a lesão evolui para uma cavidade, que vai se aprofundando até a perda do dente”, afirma Paulo Vinicius Soares, professor e pesquisador da Faculdade de Odontologia da Universidade de Uberlândia.

Numerosos fatores podem levar à exposição dos túbulos dentinários, e, consequentemente, à hipersensibilidade dentinária. Entre eles, tem-se: higiene oral inapropriada, uso de abrasivos, restaurações antigas e mal adaptadas, exposição a ácidos não bacterianos, contato oclusal com força excessiva e contato oclusal prematuro. Ou seja, trata-se de uma doença multifatorial.

Grupos de risco

O Professor Paulo Vinicius Soares aponta cinco grupos que possuem maior probabilidade de sensibilidade nos dentes, na sociedade atual.

  • Pacientes que realizaram tratamento ortodôntico(o famoso aparelho);
  • Atletas (amadores ou profissionais) – relacionado a dieta esportiva;
  • Doenças gástricas (como por exemplo o refluxo);
  • Hábitos parafuncionais (apertamento dental) ;
  • Dependentes de substâncias ilícitas ou medicamentos corrosivos.

O estilo de vida dos indivíduos, atualmente, tem levado a constante busca por uma vida saudável. Porém, vale ressaltar que a dieta recomendada para a perda de peso pode se tornar prejudicial à saúde das estruturas dentais. Excesso de frutas e sucos cítricos, iogurtes, vinagres, vegetais, bebidas carbonatadas, energéticos e outros alimentos possuem alto potencial corrosivo, podendo aumentar a incidência de lesões cervicais não cariosas, corroborando para o desgaste da estrutura dentária.

Tratamentos

O caráter multifatorial das lesões cervicais não cariosas e da hipersensibilidade dentinária faz com que o controle dos fatores causadores dessas alterações seja fundamental para o sucesso do tratamento.

Diante desse contexto devemos avaliar todos os fatores causadores envolvidos no processo das lesões não cariosas e da sensibilidade. A investigação e controle desses fatores é a primeira etapa para o sucesso do tratamento.

Portanto, não se torna eficiente a execução de um procedimento reabilitador, sem o aconselhamento do paciente e das suas necessidades individuais de mudanças de hábitos.

Você sente sensibilidade nos dentes? Esta sempre fazendo restaurações mas a sensibilidade não vai embora? Quer saber mais sobre o tratamento multidisciplinar da sensibilidade do dente?  Agende sua consulta conosco, tire suas dúvidas e iremos juntos propor o melhor tratamento para a sua necessidade.

O nosso cartão de visita é o seu sorriso!
“Brilhe como um diamante”
Drª. Isabel F. Barbosa